Cozinhar tempera a alma 

      Nascida em Jaú, interior de São Paulo, Giovanna Grossi cresceu em Maceió, capital alagoana, entre os sabores do cuscuz e da macaxeira.

             

         Anos mais tarde na terra da garoa, Giovanna cursou gastronomia na Universidade Anhembi Morumbi e ao final do curso partiu para a França. Lá estudou no Instituto Paul Bocuse, em Lyon, onde trabalhou no extinto e estrelado Arc en Ciel. Integrou a equipe do Le Taillevent (três estrelas Michellin), cursou confeitaria no Instituto Alain Ducasse e estagiou no Maison Pic, em Valence. Após um período no berço da gastronomia, Giovanna se inscreveu no Basque Culinary Center, em San Sebastian (Espanha), e passou uma temporada no Quique Dacosta; de lá seguiu para Barcelona, onde formou-se em confeitaria na Espai Sucre. 

​             

         Ao retornar para o Brasil, para participar do Bocuse d’Or (principal concurso gastronômico internacional para jovens chefs), vence - aos 23 anos de idade - a etapa brasileira e a latino-americana, no México. Em 2017 tornou-se a primeira mulher brasileira a chegar às finais mundiais, novamente em Lyon. 

 

​        Hoje a chef, e única jurada feminina da competição, comanda a Academia Brasil d’Or, uma organização sem fins lucrativos que ela mesma criou para divulgar nossa cozinha e formar times de competição para o Bocuse d’Or.

Cozinhando em família

     Ao lado de sua prima, e Sous Chef, Julie Guinet Grossi (que trocou o endereço da França para o Brasil) - e da família que ela escolheu para trilhar o Animus no ato de cozinhar e compartilhar - Giovanna cria com ingredientes frescos e selvagens, onde a mudança das estações faz parte das experiências, trabalhando sempre com alimentos sazonais e brasileiros, procurando olhar para dentro, deixando florescer ao redor, e encontrando, assim, o caminho da alma.

 

 

Follow us on Instagram @animusrestaurante

 

Rua: Vupabussu, 347 - Pinheiros - São Paulo - SP 

©2023 by Animus. Proudly created with Wix.com